NARRAÇÃO DE HISTÓRIAS:
Em busca da Joana Xaviel   

                                      VAGAS ESGOTADAS

Quando: Segundas-feiras, das 18h às 19h15

Encontros quinzenais: 26/04, 10/05, 24/05, 07/06, 21/06 e 05/07

Encontros via Google Meet

Material de apoio: classroom google

O Núcleo Lab_Arte Narração de histórias virtual abre seu espaço para pessoas interessadas em narrar contos de tradição oral e conectar-se com a ancestralidade dos contadores de histórias, num caminho de autodescoberta de sua identidade pessoal como narrador e construção de repertório próprio.

No livro “O voo do pássaro selvagem – ensaios sobre a universalidade dos mitos”, Joseph Campbell afirma que “A função do ofício de contador de história não era simplesmente a de preencher uma hora vaga, mas preenchê-la com alimento simbólico. Uma vez que simbolização é o prazer característico da mente humana, o fascínio despertado pela história aumentava em proporção à riqueza de seu conteúdo simbólico.”

Segundo este mesmo autor, a força de um conto não reside no que o olho vê, mas no que dilata o coração, e esta força é precisamente sua característica essencial.

A partir destas palavras, podemos refletir a respeito de que tipo de narrador queremos ser, que histórias queremos contar, para quem, e porque as escolhemos.

Os encontros serão um momento de diálogo sobre nossas inquietações em torno do tema da arte narrativa em busca da Joana Xaviel que está em nós.

Quem é Joana Xaviel?

Uma contadora de histórias, ora! Guimarães Rosa nos fala sobre ela:

“- as histórias contadas na cozinha, antes de se ir dormir, por uma mulher. Essa, que morava desperdida, por aí, ora numa ora noutra chapada – o nome dela era a Joana Xaviel.

... Joana Xaviel fogueava um entusiasmo. Uma valia, que ninguém governava, tomava conta dela, às tantas. O rei velho rei segurava a barba, as mãos cheias de brilhantes em ouro de anéis; o príncipe amava a moça, recitava carinhos, bramava e suspirava; a rainha fiava na roca ou rezava o rosário; o trape-zape das espadas dos guerreiros se danava no ar, diante: a gente via o florear das quartadas, que tiniam, esfaiscavam; ouvia todos cantarem suas passagens, som de voz de um e um. Joana Xaviel virava outra.” (Guimarães Rosa - Uma história de amor – Corpo de Baile)

narração de estórias.png

Educadora-pesquisadora: Monalisa Lins 

Perfil: Narradora de histórias, fotógrafa, artista educadora e criadora do projeto Histórias em Movimento

Contato: monalisalins@hotmail.com

Facebook: Monalisa Lins

Laboratório Experimental de Arte-Educação e Cultura - Faculdade de Educação - Universidade de São Paulo

Av. da Universidade, 308 - Auditório Helenir Suano - sala 130 Bloco B - Cidade Universitária - São Paulo/SP

Site nutrido pelas experiências dos educadores-pesquisadores do Lab_Arte.

©Todos os direitos reservados